Por conta do aumento de casos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) na capital paulista, a Prefeitura de São Paulo reforçou e continua intensificando as ações de combate ao vírus Influenza AH1N1 em toda a rede municipal de Saúde. Dados divulgados nesta segunda-feira (28) apontam que, até o dia 22 de março, foram confirmados 66 casos de SRAG pelo vírus influenza AH1N1 em moradores da capital paulista, com oito óbitos.

Screen Shot 2016-03-29 at 6.45.58 PM.png

Além de ter ampliado a disponibilidade do medicamento para a doença, o Oseltamivir, que está em estoque na apresentação de 75 mg em 493 farmácias municipais, a Prefeitura ainda emitiu portaria de orientação aos profissionais da saúde para os cuidados com o AH1N1 e pediu ao Ministério da Saúde para antecipar a campanha de vacinação contra a gripe, prevista para 30 de abril. O vírus influenza AH1N1 é uma doença infecciosa febril aguda com maior risco de complicações em grupos vulneráveis –crianças até cinco anos, gestantes e idosos.

Saiba mais aqui