Com o recente vendaval na cidade, a Defesa Civil de Santos registrou até as 11:30h de hoje, quinta-feira (27/08), 22 quedas de árvores, além de parte de um telhado, materiais de construção e uma placa de propaganda, que ficou pendurada no local. Até agora foram realizadas 9 vistorias estruturais, e nenhuma vítima foi constatada.

As principais quedas de árvores foram nas ruas Alexandre Fleming (Aparecida), Torquato Dias (Morro da Nova Cintra), Visconde de Cayru (Campo Grande), Antonio Manoel de Carvalho (Marapé), Iguape com Cananéia, Etelvina de Paula Freire, Paraná com Carvalho de Mendonça, Julio Conceição, Nabuco de Araújo, Imperatriz Leopoldina, César Lacerda de Vergueiro, Barão de Penedo, Augusto Paulino (entre Ana Costa e Pará), Praça do Carmo com Canal 7 e Frei Francisco Sampaio, após o Canal 5.

Além das árvores caídas, outro problema foi o mal funcionamento de diversos semáforos da cidade, e a falta de luz em vários bairros. Até hoje pela manhã, a CET-Santos identificou 27 cruzamentos com semáforos apagados pela falta de energia, que já estão sendo reparados.

As principais vias afetadas foram: Av. Nossa Senhora de Fátima, Av. Ana Costa, Av. Washington Luis, Av. Pinheiro Machado, R. Senador Feijó, Av. Afonso Pena e Orla. A CET também prestou apoio à Defesa Civil, com o bloqueio de sete vias onde houve queda de árvore. Na Rua Olavo Bilac, no bairro da Pompéia, houve queda de tapume de um edifício em construção e a via ficou fechada para o tráfego de veículos entre a Orla e a R. Floriano Peixoto. Em cada uma das vias foi posicionado um operador de tráfego para organizar o trânsito, totalizando 34 agentes nas ruas, além de outros 6 dando apoio na Central de Controle Operacional.

fonte: http://www.santos.sp.gov.br/?q=node/888137/